Hoje, mais um dia feliz e especial em nossas vidas é

quinta-feira, 8 de outubro de 2015

A nossa homenagem a Evaristo da Veiga o aniversariante do dia 8 de outubro, Evaristo da Veiga autor do "Hino à Independência",

8 de outubro de 1799 DC

Nascimento de Evaristo da Veiga (Evaristo Pereira da Veiga e Barros), autor da letra do "Hino à Independência", no Rio de Janeiro-RJ.





Poeta, jornalista, político e livreiro, Evaristo Pereira da Veiga e Barros foi o autor da letra do Hino da Independência do Brasil. Nascido em 1799, no Rio de Janeiro, ele estudou francês, latim, inglês, cursou aulas de retórica e poética e estudou filosofia. Seus versos também foram declamados no casamento de D. Pedro com D. Leopoldina. Várias de suas poesias eram dedicadas a amigos. Não demorou muito para escrever o Hino da Independência com refrão: “Brava Gente Brasileira/Longe vá, temor servil/Ou ficar a Pátria livre/Ou morrer pelo Brasil”. Evaristo da Veiga foi deputado por Minas Gerais e permaneceu na vida pública até sua morte, no dia 12 de maio de 1837. Também continuou trabalhando como livreiro e jornalista.



Hino Da Independência Brasileira
Composição:  Evaristo da Veiga
Música: Dom Pedro I

Já podeis, da pátria filhos
Ver contente a mãe gentil
Já raiou a liberdade
No horizonte do Brasil
Já raiou a liberdade
No horizonte do Brasil
Brava gente brasileira!
Longe vá... Temor servil
Ou ficar a pátria livre
Ou morrer pelo Brasil
Ou ficar a pátria livre
Ou morrer pelo Brasil
Os grilhões que nos forjavam
Da perfídia astuto ardil
Houve mão mais poderosa
Zombou deles o Brasil
Brava gente brasileira!
Longe vá... Temor servil
Ou ficar a pátria livre
Ou morrer pelo Brasil
Não temais ímpias falanges
Que apresentam face hostil
Vossos peitos, vossos braços
São muralhas do Brasil
Brava gente brasileira!
Longe vá... Temor servil
Ou ficar a pátria livre
Ou morrer pelo Brasil
Parabéns, ó brasileiro
Já com garbo varonil
Do universo entre as nações
Resplandece a do Brasil
Brava gente brasileira!
Longe vá... Temor servil
Ou ficar a pátria livre
Ou morrer pelo Brasil
http://www.seuhistory.com/hoje-na-historia/nasce-evaristo-da-veiga-autor-do-hino-da-independencia
A nossa homenagem a Evaristo da Veiga o aniversariante de hoje.

 
  

Liberdade

Ai que prazer 
Não cumprir um dever, 
Ter um livro para ler 
E não fazer! 
Ler é maçada, 
Estudar é nada. 
Sol doira 
Sem literatura 
O rio corre, bem ou mal, 
Sem edição original. 
E a brisa, essa, 
De tão naturalmente matinal, 
Como o tempo não tem pressa... 

Livros são papéis pintados com tinta. 
Estudar é uma coisa em que está indistinta 
A distinção entre nada e coisa nenhuma. 

Quanto é melhor, quanto há bruma, 
Esperar por D.Sebastião, 
Quer venha ou não! 

Grande é a poesia, a bondade e as danças... 
Mas o melhor do mundo são as crianças, 

Flores, música, o luar, e o sol, que peca 
Só quando, em vez de criar, seca. 

Mais que isto 
É Jesus Cristo, 
Que não sabia nada de finanças 
Nem consta que tivesse biblioteca... 

Fernando Pessoa, in "Cancioneiro" 

Nenhum comentário:

Postar um comentário